Resumo do CIA: diferença entre satisfação e plenitude

No curso de introdução ao autoconhecimento, sempre falamos sobre como alcançar a felicidade genuína.

É muito mais simples do que imaginamos, porque ela não vem através dos nossos esforços.

Pelo contrário: ela surge quando a gente relaxa.

Usamos o conceito de felicidade genuína como sinônimo de plenitude.

A plenitude é um estado da mente que existe dentro da gente para sempre. Ela é inerente.

O que acontece é que às vezes somos capazes de nos conectar à plenitude e às vezes ocupamos nossa mente com preocupações desnecessárias. Neste sentido, conectar-se com ela tem mais a ver com deixar a "mochila mais leve", soltar os pesos e ver a beleza que já está presente.

É muito comum que a gente confunda plenitude com satisfação.

A satisfação acontece quando os desejos de nosso ego são atendidos.

Ela vai depender de uma série de fatores combinados.

Logo, vamos torcer para que esses fatores "deem certo" e possivelmente vamos nos esforçar um bocado para que eles ocorram.

Essa é uma das grandes diferenças entre plenitude e satisfação.

Na primeira, a gente relaxa e desfruta.

Na segunda, a gente luta para conquistar algo que ainda não temos com possibilidade de vitória ou derrota.

*** esse resumo faz parte do conteúdo do curso de introdução ao autoconhecimento.

Voltar para a página inicial