• facebook
  • instagram

Princípios do autoconhecimento | Ler os sinais

25 Apr 2017

 

Um exercício muito simples de autoconhecimento, talvez um dos mais básicos, é olhar para dentro de você e aprender sobre o que está fora de você.

 

 

Quando você olha para dentro, você tem muitas informações sobre o universo externo. Do mesmo modo, quando você olha para o universo externo, quando você olha para a natureza, pros acontecimentos, pros fenômenos, você aprende tudo sobre você mesmo.

 

 

Então existe uma grande correspondência entre o seu universo interno e o universo externo.


Durante vários momentos da história, muitas bibliotecas foram destruídas. Era uma maneira de povos invasores aniquilarem o conhecimento daquele povo, um gesto bastante atroz e muito comum na nossa história. Mas em diversos momentos sábios foram questionados sobre essa destruição e eles permaneceram muito calmos porque o conhecimento não estava nos livros, não estava nos escritos, mas disponível a todo momento, ou dentro da gente ou na própria natureza.

 

O caminho do autoconhecimento, portanto, não é um caminho meramente teórico onde a gente vai acumular mais e mais informações intelectuais. É uma tendência, é um gosto, é uma curiosidade por você conhecer as coisas entrando em contato com elas, entrando num diálogo, num diálogo anímico, num diálogo silencioso com tudo que está ao seu redor.

 

É assim que você conhece intimamente cada coisa. E quando você conhece alguma coisa fora, ela te revela muitos aspectos seus, internos. Essa correspondência a gente vai observar o tempo inteiro. Muitas vezes a gente vai estar desatento, então a gente não vai prestar atenção. Mas é assim que a gente começa a ler os sinais da vida.

 

Então é muito simples. Se você convida a vida pra bater um papo, ela vai ter muita coisa para te mostrar. Lógico que você não vai ficar paranoico, obcecado, querendo ler todos os sinais, a ideia não é essa. A ideia não é que você transforme o caminho do autoconhecimento em mais uma nova obsessão do mundo moderno. É o contrário: você dialoga com o outro, você dialoga com o mundo ou com qualquer elemento do universo externo quando você para e escuta.
 

Please reload

Voltar para a página inicial

Resumo CIA: tópicos do módulo 1

14.7.2019

Resumo CIA: 8a base do autoconhecimento

14.7.2019

Resumo CIA: 7a base do autoconhecimento

13.7.2019

1/17
Please reload